Translate

26/11/2012

Jean Piaget (1896 - 1980)

A Jean Piaget, de nacionalidade suíça, devemos uma obra pioneira no âmbito do desenvolvimento cognitivo. Formado em Biologia e publicando o seu primeiro trabalho científico (sobre moluscos) pouco depois dos 10 anos de idade, Piaget começou a trabalhar no laboratório de Alfred Binet, inventor do primeiro teste de inteligência, em 1918. Durante a tarefa rotineira de medir os resultados dos testes, Piaget detetou uma certa uniformidade no modo como crianças pertencentes a diversas faixas etárias “passavam” ou “falhavam” em várias secções dos testes. As crianças da mesma idade tendiam a cometer o mesmo tipo de erros.

Pensou que na resolução dos testes as crianças mais jovens – já todas em idade escolar – poderiam estar a seguir um modo de pensar distinto do das crianças mais velhas. A hipótese de que o pensamento muda qualitativamente de certos períodos do desenvolvimento para outros está na origem da ideia de estádios de desenvolvimento cognitivo.

Piaget aprofundou o seu estudo sobre o desenvolvimento intelectual das crianças, observando-as e entrevistando-as (praticou o método clinico e a observação naturalista) incidindo a sua atenção nos seus próprios filhos – desde o momento em que nasceram foram pacientemente observados.

Piaget dava à sua teoria o nome de epistemologia genética porque procura compreender a génese das estruturas cognitivas que nos permitem compreender o mundo e realizar a adaptação à realidade.

A sua obra inovadora alterou a forma de ver o desenvolvimento intelectual desde a infância até à adolescência. Hoje em dia ou se refuta ou se aprofunda parte do seu legado. Este foi muito influente no campo da pedagogia e da elaboração dos currículos escolares.


Sem comentários:

Enviar um comentário