Translate

18/04/2012

As proposições do Silogismo Categórico

Como descobrir a quantidade do predicado das proposições categóricas

a) Comecemos com uma proposição do tipo A (universal afirmativa):
Todo o homem é mortal.
Está na forma-padrão e o quantificador ("Todo") indica que o sujeito está tomado em toda a sua extensão, inclui todos os membros da classe "homem". O sujeito é, pois, universal. E o predicado "mortal"?
Está quantificado particularmente. Com efeito, nem todos os mortais são homens.

b) Continuemos com uma proposição do tipo I (particular afirmativa):
Alguns homens são pessoas cultas.
O sujeito já está quantificado particularmente. Qual extensão ou quantidade do predicado? Está quantificado    particularmente. Com efeito, não se refere a toda e cada uma das pessoas cultas, mas somente a algumas. Fala-se de algumas pessoas cultas como sendo algum dos membros da classe "homens".

c) Vejamos o que se passa no que respeita ao predicado de uma proposição do tipo E (universal negativa):
Nenhum homem é pássaro.
O predicado está quantificado universalmente. A proposição diz de todo e qualquer pássaro que não é membro da classe "homem": nega-se a todos os pássaros a inclusão na espécie humana (Todo o pássaro não é homem).

d) Terminemos com uma proposição do tipo O (particular negativa):
Alguns homens não são pessoas belas.
O sujeito está tomado em parte indeterminada da sua extensão. É particular. Contudo, o predicado está tomado em toda a sua extensão, ou seja, está quantificado universalmente. A proposição diz de todas as pessoas belas que há alguns homens que o não são: todos os membros da classe "pessoas belas" não são alguns dos membros da classe "homem".

Que conclusão retira-se desta análise?
Encontrámos duas regras que nos permitem esclarecer a quantidade do predicado das proposições categóricas:


Sem comentários:

Enviar um comentário