Translate

07/10/2012

Os princípios básicos do condicionamento operante - A extinção

A extinção é um princípio ou conceito aplicável quer no condicionamento clássico quer no condicionamento operante. Na primeira forma de aprendizagem quando o estímulo condicionado (som) é repetidas vezes apresentado sem o estímulo incondicionado (comida, para nos referirmos ao experimento de Pavlov) a resposta condicionada (salivação) gradualmente enfraquece e desaparece, dando-se assim a sua extinção. No caso do condicionamento operante, a extinção pode ocorrer quando a repetidas respostas e comportamentos não segue nenhum reforço.

Assim, a extinção é o gradual e progressivo enfraquecimento e desaparição de uma resposta aprendida porque nenhum reforço (positivo ou negativo) surge como sua consequência.

A retirada do reforço não produz um imediato decréscimo na frequência da resposta aprendida. Vários fatores condicionam a facilidade ou a dificuldade da extinção do comportamento aprendido.
  1. Quanto mais forte é a resposta aprendida (quanto maior o número de vezes que foi reforçada) tanto mais difícil é impedir a sua ocorrência;
  2. Quanto mais complexo é um comportamento aprendido tanto mais difícil a sua extinção dado que, consistindo num conjunto organizado de comportamentos, cada resposta particular que contribui para o comportamento global terá de ser extinta;
  3. Quanto mais diversos forem os locais em que se realiza (condiciona) a aprendizagem tanto mais difícil e morosa a sua extinção.


O processo básico da extinção foi descoberto por Skinner praticamente de forma acidental. Na sua ausência, um dos ratos estaria a pressionar o pedal que acionava o dispositivo que punha comida à sua disposição mas este avariou. Esfomeado, o rato acionou freneticamente o pedal sem receber comida alguma (algo que Skinner verificou porque a sua famosa “caixa” efetuava o registo das respostas do animal). Progressivamente, o rato deixou de pressionar o pedal acabando por se extinguir esse comportamento.


Sem comentários:

Enviar um comentário