Translate

07/04/2012

Demonstração

Demonstração
  • Ocorre em contexto científico;
  • É do domínio do constringente: as conclusões impõem-se com carácter de necessidade;
  • Parte de premissas previamente estabelecidas.
Raciocínio em que a conclusão deriva necessariamente das premissas, por isso a conclusão a que se chega será verdadeira (ou hipotética) em função das premissas de que se parte serem verdadeiras (ou serem admitidas por hipótese).
É um raciocínio em que entre a verdade das premissas e a verdade da conclusão há uma relação constringente e necessária, isto é, a conclusão é extraída das premissas segundo uma relação necessária.
A dedução da conclusão a partir das premissas é feita segundo determinadas regras, claramente explicitadas que asseguram a validade formal do raciocínio.
  • Apresenta-se como evidente, independentemente da aprovação do auditório;
É independente da adesão do auditório (ou seja é indiferente ao auditório). A verdade deduzida (demonstrada) validamente a partir de premissas verdadeiras só pode ser aquela e não outra, ou seja, impõe-se a qualquer razão (humana), de modo universal e necessário, que não deixa qualquer margem para dúvidas. Trata-se de uma verdade absoluta no interior do sistema em que foi inferida.
  • O discurso é impessoal e puramente racional;
É impessoal na medida em que a validade da prova demonstrativa não depende da opinião (pessoal), sendo por isso independentemente do sujeito que realiza a inferência (qualquer um extrairia a mesma conclusão a partir das mesmas premissas).
É independentemente do contexto em que é utilizada, ou seja, a verdade da conclusão não depende de qualquer contexto ou circunstância para ser aceite.
  • Recorre a linguagens especificas dotadas de rigor e de precisão;
Utiliza uma linguagem artificial (signos) desprovida de qualquer ambiguidade, não dando azo a equívocos e/ou interpretações diferentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário