Translate

19/10/2012

A Aprendizagem Observacional como Condicionamento

A aprendizagem observacional como condicionamento indireto ou vicariante

A teoria da aprendizagem social é, em medida, uma reação critica às insuficiências e limitações dos condicionamentos clássico e operante. Estes processos de aprendizagem podem explicar como se formam respostas salivares, como se adquirem fobias, competências motoras, como transformar um aluno desinteressado ou tímido num aluno estudioso e participativo e como aprender muitas outras competências. Contudo, segundo Bandura, não conseguem explicar a rápida aquisição de novos comportamentos como pôr um automóvel a funcionar e o facto de pormos as mãos no volante para conduzir (estas repostas simples mas rápidas são aprendidas não por ensaio e erro mas porque observamos como se comporta quem conduz automóveis). Muitas das coisas que aprendemos, desde lavar os dentes a dançar, foram aprendidas observando os outros, lendo um livro de instruções ou recebendo instrução direta. Bandura salienta que o reforço ou punição não são a condição básica indispensável da aprendizagem. Uma das diferenças mais significativas entre a aprendizagem pode haver mudança de comportamento mesmo que o sujeito não receba diretamente nenhum reforço.

Apesar de tudo, Bandura não estabelece uma separação absoluta entre a aprendizagem observacional e os condicionamentos clássico e operante. Bandura demonstrou que os condicionamentos clássico e operante podem ocorrer de forma vicariante através da aprendizagem observacional. Na verdade, esta implica que quem aprende é condicionado indiretamente pela observação do condicionamento de outrem. Suponhamos que Miguel observa Rui é muito bem-sucedido junto do sexo oposto por ir para a escola numa moto vistosa e potente. O que observa Miguel? O reforço desse comportamento de Rui através do sucesso junto das raparigas (trata-se aqui de condicionamento operante). O que significará dizer que Miguel é indiretamente condicionado ou condicionado de forma vicariante? Significará dizer que a sua tendência para se comportar como o Rui aumentará. Note-se que o sucesso junto das raparigas aumentará muito provavelmente a frequência com que Rui se desloca de moto para a escola e indiretamente aumentará a tendência de Miguel em adotar o mesmo tipo de comportamento. Miguel tem experiência indireta do reforço de tal comportamento enquanto Rui tem experiência direta.


Sem comentários:

Enviar um comentário