Translate

29/09/2012

Thorndike e a Lei do Efeito

Considera-se que o condicionamento operante foi descoberto por Edward Thorndike mais ou menos na mesma época em que Pavlov descobria os reflexos condicionados nos seus experimentos com cães.

O experimento de Thorndike consistia no seguinte: colocou um gato no interior de uma caixa com aspeto de jaula. No exterior estava, à vista do gato, um recipiente com comida. O animal só poderia sair da caixa se carregasse num pedal que, acionado, abria uma pequena porta. O gato começou a arranhar e a morder ao acaso várias partes da caixa até que, de uma forma eventualmente acidental, pressionou o pedal que a abria e obteve a comida desejada. A partir daí, várias vezes colocado no interior da caixa, o gato gastou cada vez menos tempo para dela sair. Da primeira vez em que repetiu a situação Thorndike reparou que o gato escapou da caixa em 15 segundos. Esta mudança de comportamento significava que o gato tinha aprendido não mediante um reflexo condicionado mas mediante tentativas cada vez mais eficazes que traduziam um papel ativo na aprendizagem.

Como explicou Thorndike esta aprendizagem gradual e progressiva? Através da lei do efeito. Esta lei diz o seguinte: «Respostas ou comportamentos seguidos por consequências ou efeitos satisfatórios tendem a repetir-se; respostas seguidas por consequências desagradáveis tendem a não se repetir».

Assim, de acordo com esta lei, a consequência ou efeito da resposta determinará se tendência para responder do mesmo modo no futuro aumentará ou diminuirá (podendo manter-se). Para Thorndike as respostas imediatamente acompanhadas por consequências satisfatórias serão as que mais provavelmente ocorrerão de novo e com maior frequência.


A lei do efeito de Thorndike será o ponto de partida concetual do trabalho de Burrhus Frederic Skinner sobre o condicionamento operante, numa perspetiva radicalmente behaviorista.


Sem comentários:

Enviar um comentário