Translate

10/09/2012

Fatores de aprendizagem

Fatores individuais
Os fatores individuais ligados à aprendizagem comummente reconhecidos são:

A inteligência
Muitos psicológicos concebem a inteligência como uma medida da capacidade de aprendizagem. Uma maior rapidez na aprendizagem está normalmente associada a um maior coeficiente de inteligência. Contudo, a medição da capacidade de aprender mediante os resultados de testes de inteligência, levanta problemas porque reduz em certa medida a inteligência às aptidões verbais e de raciocínio abstrato (as mais focadas na instrução formal ministrada pela instituição escolar). Ora a aprendizagem não pode, segundo psicológicos como Howard Gardner e Robert Sternberg, confundir-se com a capacidade para aprender na escola.

A motivação
O empenho numa tarefa, sinal exterior de motivação, facilita o processo de aprendizagem. Quer a motivação seja intrínseca – aprender pelo gosto de aprender – ou extrínseco – aprender com vista a um objetivo externo – a verdade é que o impulso motivacional é determinante. Contudo, se uma motivação demasiado fraca pode prejudicar o ritmo e o nível de aprendizagem, uma motivação excessiva – criadora de ansiedade e de tensão – pode ser um fator de perturbação, inibindo ou bloqueando, se não a capacidade de aprender, pelo menos a expressão objetiva da aprendizagem.
Assim uma forte motivação dinamiza o ritmo de aprendizagem e aumenta a concentração no que estamos a aprender. Se a motivação for demasiado forte ou muito fraca a aprendizagem é dificultada ou mesmo inibida.


Sem comentários:

Enviar um comentário