Translate

16/08/2012

Conhecimento empírico e conhecimento racional

A distinção entre conhecimento empírico e conhecimento racional e a necessidade de ultrapassar o plano do conhecimento empírico para chegar ao conhecimento racional (que vai para além do aparente e quer captar o que há de inteligível na realidade, dando uma ordem e sentido à caótica diversidade dos dados sensoriais) é uma das primeiras conquistas da reflexão filosófica.

O conhecimento empírico
Não oferece garantias de segurança, pois está sujeito ao erro e à mobilidade das impressões sensoriais.
Não oferece uma imagem estável da realidade que simultaneamente esteja de acordo com:

  • os objectivos da ciência: formulação de leis constantes que regem os fenómenos;
  • a exigência de coerência do pensamento que se manifesta no estrito respeito pelos princípios lógicos da razão, nomeadamente os princípios de identidade e da contradição.  
O conhecimento racional
Resulta do trabalho do intelecto (razão) que elabora representações mentais e abstractas (conceitos) e introduz lógicas entre os dados provenientes da experiência de modo a construir teorias interpretativas/explicativas acerca da realidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário