Translate

21/07/2012

Características do conhecimento vulgar

O conhecimento vulgar é o primeiro nível de conhecimento e constitui-se a partir da apreensão sensorial espontânea e imediata do real. Corresponde, assim, à nossa forma imediata de apreender o real que não resulta de nenhuma procura sistemática e metódica, nem exige qualquer estudo prévio.
O senso comum é, assim, indisciplinar e não metódico, na medida em que não decorre de nenhum plano prévio - apenas surge espontaneamente no suceder quotidiano da vida. Por isso, o senso comum é prático, na medida em que é com base nele que orientemos a nossa vida quotidiana.
O conhecimento vulgar ou popular, às vezes denominado senso comum, (...) é o modo comum, corrente e espontâneo de conhecer, que se adquire no trato directo com as coisas e os seres humanos: é o saber que preenche a nossa vida diária e que se possui sem o haver reflectido sobre algo (...). O conhecimento popular caracteriza-se por ser predominantemente:
- superficial, isto é, conforma-se com a aparência, com aquilo que se pode comprovar simplesmente estando junto das coisas: expressa-se por frases como "porque o vi", "porque o senti", "porque o disseram", "porque toda a gente o diz";
- sensitivo, ou seja, referente a vivências, estados de ânimo e emoções da vida diária;
- subjectivo, pois é o próprio sujeito que organiza as suas experiências e conhecimentos, tanto os adquire por vivência própria quanto os por "ouvir dizer";
- assistemático, pois esta "organização das experiências não visa uma sistematização das ideias, nem na forma de adquiri-las nem na tentativa de validá-las;
- acrítico, pois, verdadeiro ou não, a pretensão de que esses conhecimentos o sejam não se manifesta sempre de forma crítica.
I. Lakatos, Metodologia Científica, São Paulo 

Todavia, este conhecimento, sendo comum a todos os homens, é imprescindível para a resolução dos seus problemas do quotidiano, permitindo-lhes orientarem-se no mundo.
Podemos, a esta altura, resumir as principais características do conhecimento vulgar:
  • espontâneo e imediato;
  • sensitivo;
  • superficial;
  • subjectivo;
  • assistemático e desorganizado;
  • imetódico e indisciplinar;
  • dogmático e crítico.

O conhecimento vulgar pode definir-se, portanto, como o conjunto desorganizado de opiniões subjectivas, pressentimentos, preconceitos e ideias feitas que nos conduzem a uma conhecimento superficial e funcional, embora, por vezes, erróneo da realidade.


Sem comentários:

Enviar um comentário