Translate

10/02/2012

Validade e Verdade

Apesar de ser constituído por proposições falsas é um argumento válido, o que quer dizer que apresenta uma estrutura formal coerente. A validade não reside na verdade ou falsidade das premissas e conclusões. A validade é uma propriedade de conexão entre as premissas e conclusões. O que se pretende num argumento válido é que as suas premissas estejam de tal forma organizadas que "arrastem" consigo a conclusão.

- Um argumento dedutivo é válido se, e só se, é impossível que as suas premissas sejam verdadeiras e a sua conclusão falsa. Não pode acontecer o seguinte: que as suas premissas sejam verdadeiras e a sua conclusão falsa (num argumento válido).

À lógica formal importa apenas a coerência interna do pensamento, ou seja, a forma válida dos raciocínios, fazendo abstracção do conteúdo empírico ou da verdade e falsidade das proposições.
Quando dizemos que um argumento é válido, estamos a afirmar algo de positivo acerca  desse argumento. Porém, isso não significa que o argumento é bom em todos os aspectos; há domínios (ciências) em que interessa também a verdade das proposições, os argumentos ou raciocínios científicos procuram ser argumentos correctos (forma válida + conteúdo verdadeiro) ou sólidos.
Assim, porque o pensamento verdadeiro implica a co-presença da validade formal e da verdade material, as ciências não podem prescindir da lógica, ou seja, de proceder em conformidade com os princípios e as regras formais do pensamento ( a lógica tem de ser tomada como uma ciência em si mesma que estuda as leis dos argumentos válidos e como um instrumento ao serviço das demais ciências e do conhecimento humano em geral).

Sem comentários:

Enviar um comentário