Translate

15/10/2011

Condicionantes da acção humana



A liberdade humana não é absoluta, total. Portanto pensá-la desse modo é uma ilusão. A nossa experiência concreta e quotidiana permite-nos perceber que, à partida, nascemos com um património genético que não escolhemos e que nos encontramos numa realidade social e cultural, rodeados por seres humanos, com que lidamos e nos influenciam.
A nossa liberdade inscreve-se num Universo de possibilidades, que no entanto é finito. Somos condicionalmente livres.
Entende-se por condicionante da acção todo e qualquer factor, seja ele externo/interno, que influencia a possibilidade de escolha ou opção.
As condicionantes da acção humana são simultaneamente limites e possibilidades.
Podemos considerar os condicionantes físico-biológicos ao nível da espécie, quando temos em consideração as características que enquanto seres humanos partilhamos com todos os indivíduos da mesma espécie.
Consideramos condicionantes psicológicos factores internos, tais como: motivação, traumas, complexos e toda uma diversidade de aspectos que dizem respeito à estrutura psíquica de um ser humano.
Entendemos por condicionantes sócio-culturais os hábitos, regras sociais e morais, procedimentos e costumes que constituem o universo de referências a que cada indivíduo se situa. O Homem é um ser em situação, existe numa determinada circunstância orientado por determinados valores.

Sem comentários:

Enviar um comentário